Capela de Nossa Senhora da Anúnciação

Museu Virtual Category: PATRIMÓNIO EDIFICADO e CapelasMuseu Virtual Tags: capelas, património edificado e religião

Info
Info
Mapa de Localização
Itens Relacionados
  • Capela da Nossa Sra. da Anunciação

     

    Esta pequena capela é a mais antiga da aldeia, e seria anteriormente designada por Santa Maria de Vale de Amoreira. Foi edificada presumivelmente no período de transição  do século XIII para XIV. Para esta conclusão muito contribui a placa que existe na fachada, e que possivelmente identifica a data de construção. Esta placa tem apenas iniciais maiúsculas inscritas: «V. J.  M. G. / P. M. Eº. P. / MJIIJJ». As duas primeiras linhas apresentam pontos entre as letras. Partindo do pressuposto de que se  trata de abreviaturas, a terceira linha poderá ser o ano de construção em numeração romana (medieval), correspondendo a 1302. Se esta data for autêntica, esta capela é então uma das mais antigas ermidas do concelho de Manteigas. No entanto,  no arrolamento das paróquias do reino mandado efetuar por D. Dinis em 1320-21 não aparece nenhuma paróquia de Vale de Amoreira,  consta apenas a de Valhelhas. Desta forma, mesmo que a capela já existisse,  não era paróquia autónoma.

    Através das Memórias Paroquiais de 1758 sabemos então que a paróquia estava “no princípio do lugar” e que não tinha “mais povoação alguma”. Sobre a capela adianta que “o seu orago é Nossa Senhora da Anunciação e que tem três altares: o Altar-Mor é de Nossa Senhora da Anunciação, os dois laterais, um é de Santo António e outro de Sam Sebastião. Não tem naves, nem tao pouco confrarias nem irmandades” e acrescenta que “não tem ermida alguma, nem dentro nem fora mais que a paróquia”.

    Na Corografia Portuguesa, no início do século XVIII, já era Priorado do Padroado Real, e nas Memórias já referidas, era declarado que o prior tinha de “Renda sessenta mil reis pouco mais ou menos”.

    Antes da revolução de 1820, a paróquia era então designada de Santa Maria, e continuava a ser priorado de apresentação real. No entanto o prior tinha já uma renda de 100 mil reis, o que demonstrava que a aldeia teria crescido muito desde a última referência e teria então uma dimensão considerável.

    Em Dezembro de 1877, foi criada a Irmandade do Santíssimo Sacramento da paróquia da nossa Senhora da Anunciação de Vale de Amoreira, que até à data não tinha nenhuma.

    Até ao século XX, serviu como única igreja paroquial da aldeia, até ser construída a Igreja Matriz também dedicada a Nossa Senhora da Anunciação.

    Exteriormente, a capela não possui nenhuma particularidade, à exceção do escalonamento de volumes entre o corpo principal e a capela-mor. Inserindo-se no casario da povoação, a fachada distingue-se porque é encimada por uma cruz.  O resto do conjunto possui apenas a porta principal, a referida placa, uma janela quadrangular e um relógio redondo, colocado no ângulo da empena triangular formada pelo telhado de duas águas.

    No interior, destacam-se os retábulos: o principal que ocupa a parede de fundo na capela-mor e dois laterais que ladeiam o arco que separa a nave da capela-mor, mantendo assim os três altares que o questionário de 1758 já referia. No entanto apenas o de Santo António (à direita) se mantém. O principal é ocupado centralmente por um Cristo Crucificado. Todos eles são pintados de branco e azul claro, com motivos decorativos pintados de dourado.

     

    Estado de conservação 

    Bom à data de 10-10-2014

     

    Bibliografia

    Corografia Portuguesa de 1708

    Memórias Paroquiais de 1758

     

    Websites Consultados

    http://www.valedeamoreira.com/#!igreja/c6aw

    http://www.cm-manteigas.pt/turismo/patrimonio1/Paginas/igrejadevaledeamoreira.aspx

     

     

  • No Records Found

    Sorry, no record were found. Please adjust your search criteria and try again.